Restart oferece workshops a jovens vencedores do Prémios de Mérito e Progressão Escolar

30-09-2011
A  Restart | Instituto de Artes, Criatividade e Novas Tecnologias, associa-se ao Programa Escolhas no incentivo à inclusão e progressão escolar e vai oferecer aos vencedores dos Prémios de Mérito e Progressão Escolar 2010/2011 no 3º ciclo e Secundário um workshop de curta duração em área a escolher pelos dois jovens premiados. 

Este prémio será atribuído na Gala 10 Anos Escolhas, a celebrar em Dezembro de 2011 que visa destacar as crianças e jovens que participam activamente nos projectos escolhas locais e as entidades e os parceiros que diariamente se envolvem nas comunidades e escolheram utilizar e disponibilizar os seus recursos para fazer diferente e melhor, contribuindo assim para a melhoria da qualidade dos territórios onde actuam e das condições de vida dos seus residentes.

As entidades que fazem parte dos consórcios dos projectos locais e os parceiros institucionais do Programa Escolhas constituem-se como partes interessadas do universo Escolhas e contribuem activa, eficaz e eficientemente para o sucesso do Programa na sua missão de inclusão social de crianças e jovens.

Assim, ao celebrar 10 anos de existência o Programa Escolhas distingue nesta grande iniciativa as crianças, os jovens, as entidades e os parceiros que alimentam e contribuem todos os dias para o funcionamento e sucesso deste Programa. 

Sobre a Restart
A Restart é um instituto de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Belém, Lisboa. As principais áreas de formação são: imagem, som, interactividade e eventos. O objectivo principal é a aquisição de competências que melhorem o perfil vocacional de cada aluno, centrando a avaliação no empenho, comunicação e criatividade em detrimento da competição individual. 

Em que princípios assenta:

Técnica – em tempo real com as novas tecnologias.
Prática – baseia a formação no uso de ferramentas próprias para exercícios individuais e em grupo.
Criatividade – não existe técnica sem criatividade, nem criatividade sem técnica, pelo que é fundamental que os alunos aprendam a pensar por si próprios e a querer ir mais longe.
Ligação ao mercado – manter-se-á sempre atenta às necessidades actuais e futuras do mercado, com uma forte política de estágios.
Polivalência e transversalidade - permitindo a experimentação de diferentes linguagens e técnicas como forma de reacção às constantes mutações do mercado profissional.

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário