Jovens de Campolide à descoberta do património cultural

10-10-2018

No Ano Europeu do Património Cultural, o Programa Escolhas desafiou os projetos locais a dinamizarem atividades de reflexão e valorização do património. O projeto CampolideSoma&Segue – E6G, do Bairro da Serafina, Lisboa, respondeu ao desafio com ação que versaram a música, a poesia e a arquitetura.

Durante o mês de Setembro foi promovida uma visita ao Museu do Fado, à procura de “conhecer mais acerca do nosso património, em particular acerca do poeta Carlos Conde, que dá nome à rua onde se situa o projeto”, adianta Catarina Ramalho, técnica do CampolideSoma&Segue – E6G. O poeta inspirou fadistas como Amália Rodrigues, Carlos do Carmo e até Alfredo Marceneiro a cantarem os seus poemas.

Também o Aqueduto das Águas Livres foi palco de uma visita das/os participantes do projeto, que recolheram informações para o debate dinamizado pelo projeto acerca da importância da proteção do património.

De forma a assinalar o Ano Europeu do Património Cultural, o Programa Escolhas associou-se à Direção-Geral do Património Cultural, desafiando os projetos locais a desenvolverem atividades de promoção da cultura e do património.

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário